top of page

Metrô volta a funcionar e novo esquema para eleitores no 2º turno das eleições em Lisboa

O metrô da Cidade Universitária, que dá acesso direto ao local de votação, vai funcionar no domingo (30). As autoridades brasileiras em Lisboa dialogaram com a empresa responsável pelo serviço, para que adiassem as obras previstas para o período do segundo turno.


De acordo com Wladimir, a solicitação foi atendida. Como a rua em frente ao prédio estará fechada, ficará interrompida a circulação de carros e ônibus no local. Policiais vão realizar o controle do trânsito.



Idosos com 60* anos ou mais terão acesso prioritário às urnas eletrônicas no 2° turno das eleições brasileiras


Uma equipe contratada pelas autoridades brasileiras vai fazer o gerenciamento da entrada dos eleitores do prédio da Universidade de Lisboa. Os profissionais, que vão usar coletes laranjas, serão responsáveis por fazer a liberação dos votantes para entrada no prédio onde estão as urnas.


A concentração será em frente ao prédio da Reitoria, onde serão instalados toldos e sinalização. A rua entre os dois prédios estará totalmente fechada por questões de segurança, uma vez que os eleitores vão passar pelo trecho para terem acesso à porta de entrada.

Outra mudança diz respeito ao local de saída dos cidadãos brasileiros. Uma porta nos fundos do prédio da Universidade de Lisboa será utilizada para que os eleitores deixem o local. No primeiro turno, a saída era realizada pela mesma porta de entrada, o que causou aglomeração em frente ao prédio.


Segundo o cônsul, o fato de os eleitores já conhecerem a sala em que votam também vai ajudar a acelerar o processo. Mesmo assim, mesas de apoio com profissionais serão mantidas para informar os eleitores. Os cidadãos que já sabem onde fica a seção devem ir direito para a sala, sem passar pelo check in.


Urnas extras

O colégio eleitoral em Lisboa, que tem 118 urnas, recebeu 11 novos aparelhos, seis para substituir os que tiveram problemas no primeiro turno, além de cinco urnas extras. Caso alguma delas não funcione, poderá ser substituída.

No primeiro turno, seis seções tiveram votação em papel, após problemas em cinco urnas. Na outra, os votos foram perdidos após um eleitor votar duas vezes. O aparelho foi lacrado e os votos da urna não foram computados.


Horário de verão


A equipe eleitoral também chamou atenção para a mudança do horário de verão. O período de votação permanece o mesmo, das 8h às 17h. No entanto, os brasileiros devem atrasar os relógios em 1h para não terem imprevistos com o horário.


Segurança


Sobre a segurança, o esquema será o mesmo, sem aumento no número de profissionais privados e com apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP). No primeiro turno não foram registradas ocorrências graves.


No segundo ciclo de votação, a documentação de identificação permanece a mesma. São aceitos apenas documentos brasileiros, como passaporte, identidade ou carteira de motorista. Em Lisboa estão inscritos para votar 45.273 brasileiros, o maior colégio eleitoral fora do Brasil.


*Outros eleitores com direito à fila prioritária

-Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida;

-Mulheres grávidas e lactantes;

-Pessoas acompanhadas com crianças de colo;

-Pessoas com espectro autista;

-Pessoas obesas;

-Pessoas enfermas.










15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page