top of page

As melhores cidades para viajar sozinho

Conhecer gente nova ou ter a liberdade de fazer o que quiser, quando quiser: esses são alguns dos motivos para viajar sozinho, uma das experiências mais gratificantes que existem.

Mas, quando se trata de viajar o mundo sem companhia, nem todos os destinos são iguais. De acordo com dados de viajantes mundiais, estas são as melhores cidades para quem viaja sozinho, pois são seguras, acolhedoras, acessíveis e empolgantes.

Cusco, Peru

Fique pertinho da Plaza de Armas de Cusco, no meio do centro histórico

A cidade de Cusco (situada mais de 3 mil metros acima do nível do mar) é caminho para a cidadela inca de Machu Picchu. A maioria das acomodações atende mochileiros, além de oferecer espaços para socializar e realizar eventos, então há boas chances de conhecer outros viajantes como você. Fique no meio do agito, perto da Plaza de Armas (o Kokopelli Hostel Cusco é uma opção muito bem recomendada), no meio do centro histórico e perto da incrível Catedral de Santo Domingo.


Caminhe pelas ruas estreitas de paralelepípedo e suba até os pontos mais altos para ver as montanhas e os telhados de terracota. Vá ao Mercado de Pisac para comprar artesanato indígena e saborear autênticas empanadas. Encerre o dia erguendo uma taça de pisco sour e brindando "salud" com outras pessoas viajando sozinhas em um dos bares da cidade.

Edimburgo, Escócia

O cume do Arthur's Seat é perfeito para passear e meditar a sós. Os pubs de Edimburgo costumam estar cheios de escoceses falantes e simpáticos, então você não precisa se divertir sozinho por muito tempo. Mas a cidade ainda oferece muito o que fazer a sós. Comece com um pub crawl, ou um passeio a pé pelos locais onde J. K. Rowling escreveu Harry Potter. Um passeio mais ousado pode incluir algumas partes menos atraentes da capital escocesa que ficaram famosas pelo filme cult Trainspotting, de Irvine Welsh.


Você também pode caminhar até Arthur's Seat, um vulcão extinto, ideal para uma caminhada solitária e pensativa. Por fim, há as paradas obrigatórias, como as lojas repletas de kilts e pessoas tocando gaitas de foles na Royal Mile. Veja também o Castelo de Edimburgo, no alto de um antigo vulcão, cujas torres desgastadas formam uma silhueta misteriosa no horizonte. Fique no Ramsay’s B&B, uma casa típica da região, no bairro de New Town.

Kyoto, Japão

Jardins zen e flores de cerejeira tornam Kyoto um lugar tranquilo para curtir a sós. A antiga capital imperial do Japão é um dos lugares mais fáceis de visitar sozinho. Os moradores são simpáticos e educados, ansiosos para praticar o inglês, as pousadas e hostels têm um ambiente ideal para socializar, os restaurantes são bons para quem viaja sozinho e a comida de rua é excelente. Além disso, há muitos locais tranquilos e zen para curtir a sós.


Visite o Templo Fushimi para aproveitar a paz e tranquilidade dos jardins e passear pelo túnel com milhares de portais torii pintados de vermelho (supostamente, a cor afasta o mal e as doenças). Depois, vá para Kiyamachi Dori, uma rua paralela ao rio Kamo e um canal menor. Aqui é possível encontrar comida de rua e restaurantes como o Nikunabe Chiba, onde você pode sentar no bar e assistir o preparo dos pratos. Fique no sociável Lower East Nine East Hostel.

Granada, Espanha

Visite o bairro árabe de Granada, o Albaicín, para observar as pessoas nas praças movimentadas. Essa pequena cidade da Andaluzia é muito convidativa para quem viaja sozinho, pois tem uma cultura que valoriza a socialização e gira em torno de música e culinária. Aproveite a tradição das tapas grátis em todas as mesas e saia degustando algumas pela Calle Elvira (acompanhadas de vinho da região e sangria). Você também pode ir para a Plaza Larga, no antigo bairro árabe de Albaicín, dividir petiscos com seus novos amigos em um café ao ar livre com vista da praça ou sentar em um banco para observar os movimento dos moradores locais.


A cidade também é boa para pedestres e repleta de arquitetura árabe, incluindo o Palácio de Alhambra. Então, é ótima para visitar a pé e a sós. Fique no bem avaliado ECO Hostel, no centro da cidade.

Porto, Portugal

Pegue uma mesa para uma pessoa em um bar com vista da Ponte Dom Luís I e tome um vinho do Porto. Porto é uma cidade ótima para quem viaja sozinho devido à miríade de hostels muito bem avaliados, com ótimo custo-benefício, onde é fácil preparar as próprias refeições e conhecer outros viajantes. Os moradores também falam um inglês impecável, e o tempo é agradável o ano inteiro. Então, é bem provável que você se aventure e se distraia nas ruas íngremes da cidade.


Vá para Ribeira, o antigo bairro às margens do rio Douro, pegue uma mesa para uma pessoa e tome um vinho do Porto em um bar com vista da Ponte Dom Luís I. Fique na Casa do Cativo e aproveite a piscina ao ar livre e o jardim.


Veja mais:

Porto é considerada a 18ª melhor cidade do mundo em 2022. Segundo um levantamento realizado pela revista internacional de turismo Time Out, o Porto foi selecionado. Contudo, os portugueses não são os únicos a achar que Porto é um lugar belíssimo e especial.




bottom of page