top of page

Itália reabre fronteiras para turistas brasileiros. Entenda todas as regras para entrar na Itália

Atualizado: 8 de mar. de 2022

A Itália reabriu a fronteira para turistas de todo o mundo e claro, isso inclui os brasileiros. Quais são os documentos exigidos para a entrada no país.

Bom, primeiro de tudo é que precisamos saber que o decreto liberando a entrada na Itália vai até o dia 31 de março e depois disso será reavaliado se permanece ou não assim, como muitos outros países vem fazendo. mas finalmente, depois de 2 anos fechada para turistas de diversos países, a Itália liberou a entrada dos viajantes e tem facilitado na questão do green pass, para acesso aos estabelecimentos. Então vamos ficar por dentro de tudo agora.

Para entrar na Itália é preciso que todos preencham o Formulário Digital de Localização de Passageiros (o PLF) e pode apresentar em formato digital ou imprimir em papel. Eu prometo que trago o passo a passo dele bem em breve, ok?

E sobre se aceitam só vacinados ou não, a boa notícia é que todos podem entrar no país a turismo. Para o caso dos vacinados com um dos imunizantes aprovados pela Agência Europeia de Medicamentos, ou seja Pfizer, AstraZeneca (incluindo Covishield e FioCruz), Moderna e Janssen é preciso apresentar apenas o comprovante de vacinação, sem a necessidade de teste. Leve o seu em inglês, aqui neste vídeo eu conto como tirar o do Conecte SUS em outros idiomas. Os turistas que não foram vacinados ou receberam apenas as duas doses da CoronaVac também podem entrar no país, e nesse caso precisam apresentar um teste negativo para Covid-19, que pode ser o antígeno feito nas últimas 48 horas antes do embarque ou o PCR feito nas últimas 72 horas antes de começar a sua viagem.

Porém os turistas não vacinados ou imunizados com a Coronavac poderão ter problemas para a entrada nos estabelecimentos por lá. Eu já vou falar mais sobre isso. Então vamos só recapitular aqui: os imunizantes aprovados pelo governo italiano até o momento são Pfizer, AstraZeneca (incluindo Covishield e FioCruz), Moderna e Janssen. Para as pessoas vacinadas em outros países, fora da UE, com um desses imunizantes aprovados, o decreto que autoriza a entrada na Itália também cita que elas terão o direito de acessar, em território nacional, todos os lugares e serviços para os quais o Green Pass é necessário.

O Green Pass é o certificado que os estabelecimentos na Itália exigem para entrada. Então sempre que for acessar hotel, restaurante, pontos turístico, etc. vão te exigir o green pass mas segundo o governo italiano, já são reconhecidos como equivalentes ao Green Pass, os certificados de vacinação emitidos no exterior que tenham as seguintes informações: dados de identificação do titular, dados sobre a vacina, data(s) de administração da vacina e dados de identificação da pessoa que emitiu o certificado, o nome do posto e da pessoa que aplicou a dose.

Esse certificado deve estar em italiano, inglês, francês, espanhol ou alemão ou, seja, pode levar aquele do conecte sus e eu recomendo ter o em inglês. No vídeo sobre o Conecte SUS eu dou o passo a passo de como fazer isso. Para os não vacinados ou vacinados com a Coronavac, que tenham se recuperado da COVID-19 no exterior, mas que sejam cidadãos italianos (mesmo que residam fora do país) ou familiar que more junto de um cidadão italiano, quando estiverem na Itália, podem solicitar a emissão do Green Pass, indo às autoridades sanitárias locais.

Ficou claro? Só é possível realizar o Green Pass para não vacinados ou vacinados com imunizante não aprovado pela UE, caso o viajante que tenha cidadania italiana ou seja familiar que resida com ele tenha se recuperado recentemente da Covid-19. Portanto se a sua intenção é turistar na Itália, mas não está vacinado e não é cidadão italiano, ainda não é uma boa hora para isso, pq você não conseguirá entrar nos pontos turísticos, hotéis e restaurantes, por exemplo.

Já se você está indo para a Itália com o certificado de vacinação em inglês com uma dessas vacinas que estão liberadas: Astrazeneca, Pfizer, Moderna ou Janssen, segundo as autoridades italianas, você poderá entrar nestes lugares apresentando diretamente o certificado. você já está na Itália? Conta aqui para mim como você tem visto estas regras para entrada nos estabelecimentos? Eu sempre trago por aqui as informações conforme os decretos e portarias publicadas nos sites oficiais, mas é sempre muito bom ouvir o que as pessoas que estão neste lugar têm a dizer. Então, se é o seu caso, deixe seu relato aqui embaixo.

Bom, eu ficarei atenta aqui nessas informações. Lembrando que para entrar no país à turismo agora basta ter o formulário preenchido e o certificado de vacinação em inglês ou espanhol ou o teste negativo, certo? Ou um ou outro. Leve também todos aqueles documentos obrigatórios: passagem de volta, reserva de hospedagem, dinheiro para todo o período da viagem e o seguro viagem, que sim é obrigatório para a Itália. E você já sabe que eu deixo sempre um cupom de desconto aqui na descrição do vídeo para você. Tem dúvida de qual é o melhor para você? Chama a Jennie no whatsapp 27 99891-7064 que ela te ajuda a decidir qual a melhor opção de seguro para a sua viagem. Curtiu essa notícia? Você pode assistir ao vídeo e mandar suas perguntas e dúvidas lá no nosso canal do YouTube. É só clicar aqui:





1 commento


Igor Guiraldelli
Igor Guiraldelli
22 mar 2022

Boa tarde, Você saberia informar se ocorreu alguma mudança em relação a CORONAVAC na itália, está sendo aceita com uma dose adicional de outra vacina da lista da EMA? O concetSUS é aceito tendo sido vacinado com CORONAV?

Mi piace
bottom of page