top of page

LATAM Brasil terá processo seletivo 100% online para comissário de voo

Atualizado: 26 de abr. de 2022

O novo processo seletivo promete oferecer oportunidades iguais para todo o país

Freepik


A LATAM criou seu primeiro sistema de cadastro de talentos, oferecendo aos comissários de voo um processo seletivo 100% online. O novo processo é inédito no Brasil e deve permitir que mais pessoas de diferentes regiões consigam oportunidades na empresa. O processo de seleção 100% online dos cargos de tripulantes de cabine foi concebido após uma pesquisa interna com os colaboradores.


Dessa forma, pessoas de todo o Brasil poderão se inscrever para cargos de comissário de bordo no site vagas.com até esta quinta-feira, 28 de abril e concorrer a futuras vagas na empresa por meio de um processo seletivo totalmente online.


Todas as etapas de seleção, incluindo entrevistas técnicas e de gestores, testes técnicos e comportamentais, dinâmica de equipe e entrega de documentos ocorrerão remotamente, independentemente de onde a pessoa esteja localizada.


Até o exame admissional das novas tripulações poderá ser feito em uma capital estadual mais próxima do candidato, bastando apenas estar presente em São Paulo no primeiro dia de integração quando for contratado.



“Quando permitimos que pessoas de todas as regiões de um país continental como o Brasil possam concorrer a uma vaga para se tornarem tripulantes de cabine na LATAM, estamos rompendo até mesmo barreiras sociais que impediam muitos de virem a São Paulo participar desse processo e começar a realizar o seu sonho profissional”, explica o diretor de RH da LATAM Brasil, Jefferson Cestari.


A companhia também divulgou mais uma mudança referente à exigência de idioma (inglês ou espanhol), que também deixará de ser obrigatória e passará a ser item “desejável" ​​para cargos de tripulantes de cabine. A LATAM continuará aplicando testes de idiomas, mas os critérios de seleção dos candidatos serão baseados exclusivamente em outras habilidades técnicas para o desempenho da função e suas habilidades comportamentais.


Vale ressaltar que os requisitos mínimos para se tornar um tripulante de cabine continuam os mesmos, como ter formação em um curso de comissário de bordo aprovado pela ANAC com CCT (Certificado de Conhecimento Teórico), que é o código Anac, e CMA (Certificado de Aviação) válidos.



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page