top of page

Criando um currículo para conseguir trabalho em Portugal

Atualizado: 6 de mai.

Portugal é um país que está atualmente oferecendo muitas oportunidades para os brasileiros, devido à escassez de mão de obra. Se você deseja procurar emprego em Portugal, é essencial criar um currículo de qualidade. Neste artigo, explicaremos a estrutura de um currículo português e como ele difere do currículo brasileiro.



Curriculum vitae: estrutura e extensão


Em Portugal, é muito comum usar a expressão “curriculum vitae” para designar o currículo (apesar de também se usar esta expressão). Curriculum vitae significa percurso de vida. Apesar da diferença no nome, o documento é praticamente igual, contando com apenas algumas pequenas diferenças.


A estrutura de um curriculum vitae é a seguinte:


● Informações pessoais: Essa seção, habitualmente chamada de “dados pessoais” no

Brasil, é onde você coloca seu nome, número de telefone e endereço de e-mail.

Também pode conter outras informações, como o perfil do LinkedIn, naturalidade,

carteira de motorista, endereço, etc. Observe que o código do país nos números de

telefone portugueses é +351 e que em Portugal não se usa a expressão “CEP” no

endereço, somente “Código postal”.


● Perfil pessoal: Conhecida como resumo profissional no Brasil, essa seção é um texto

curto que resume suas principais experiências, habilidades e conquistas. Apesar de não

ser obrigatória, é muito comum.


● Experiência profissional: Essa é a seção central da maioria dos currículos e inclui

suas experiências laborais mais relevantes. Para cada experiência, deve indicar a

designação do cargo, o nome da empresa, a data de início e de término e uma

descrição com suas tarefas e realizações mais importantes.


● Educação: Esta seção do currículo é onde você apresenta sua formação. Certifique-se

de incluir o nome da instituição onde estudou, a cidade onde está localizada e a data

em que obteve seu diploma.


● Competências: No Brasil, chamamos essa seção de “Habilidades”. As competências

são as qualidades pessoais ou técnicas que ajudam a realizar melhor o trabalho.

Segundo um estudo coordenado pela SHL com a participação do ISEG e VdA, as

competências mais importantes para o trabalho em Portugal em 2023 são: capacidade

de trabalhar com pessoas, adaptar-se e responder à mudança, lidar com a pressão e as

contrariedades, liderar e supervisionar, e planejar e organizar.


● Outras secções: Existem outras seções opcionais que pode adicionar ao seu

documento, como Idiomas, Voluntariado (trabalho voluntário), Hobbies e Interesses,

Referências, etc.


Semelhanças e diferenças


Embora compartilhem a mesma língua ancestral, o português falado em Portugal e no Brasil apresenta diversas distinções, tanto na fonética quanto no vocabulário. Essa variação linguística se reflete também na maneira como os profissionais de ambos os países elaboram seus currículos, documentos cruciais na busca por oportunidades de trabalho. Apesar das diferenças, os currículos português e brasileiro também apresentam diversas similaridades, demonstrando uma base comum na formatação e estruturação das informações.


Entre os pontos em comum, podemos destacar:


● Extensão do documento: Em ambos países, o currículo deve ter entre uma e duas

páginas. Documentos maiores que isso tendem a desincentivar o leitor.


● Estrutura: As seções são as mesmas em ambos países (com as diferenças nos nomes

já referidas) e a sua ordem também.


● Tom: No Brasil e em Portugal, qualquer currículo deve ter um tom formal.


As diferenças entre os currículos português e brasileiro residem principalmente em aspectos linguísticos e culturais. Alguns dos principais pontos de distinção incluem:


● Foto: A foto é muito mais comum em Portugal do que no Brasil. Em um curriculum vitae em português, não incluir uma fotografia pode gerar desconfiança nos recrutadores.


● Expressões diferentes: Algumas expressões são diferentes entre os dois países,

como Académicas (PT) vs Acadêmicas (BR), Contacto (PT) vs Contato (BR), Carta de

condução (PT) vs Carteira de motorista (BR), Apelido (PT) vs Sobrenome (BR), Género

(PT) vs Gênero (BR)...


● Formatação: A formatação do currículo também pode apresentar algumas pequenas

variações. Em Portugal, por exemplo, é comum utilizar fontes serifadas, como Times

New Roman ou Garamond. Já no Brasil, as fontes não serifadas, como Arial ou Calibri,

são mais frequentes.


Boas práticas ao criar um currículo para o mercado português


Ao criar um currículo para Portugal, em primeiro lugar, lembre-se de trabalhar bem o aspecto visual do documento, já que isso é muito valorizado nesse país. Criar um documento bonito causa uma ótima primeira impressão nos recrutadores.


Também é extremamente importante adaptar o português usado ao português europeu, para demonstrar que você está disposto(a) a se adaptar às maneiras e costumes portugueses. Existem várias ferramentas on-line que pode usar para fazer uma verificação ortográfica e gramatical. Também pode pedir a um amigo português para o(a) ajudar a revisar o documento.


Outro aspecto relevante sobre Portugal é sua grande aversão à incerteza. Isso significa que culturalmente os portugueses tentam ter a maior certeza possível antes de tomar uma decisão importante; por isso, deve colocar elementos que aumentem a confiança no seu documento, como uma ligação para o perfil do LinkedIn, uma foto simpática, seu endereço, etc.


Finalmente, se você fala idiomas, não se esqueça de mencioná-los em seu currículo. Os

idiomas são muito importantes em Portugal, um país muito turístico. Assim, falar inglês,

francês, espanhol ou alemão será certamente importante para empregos em hotéis, cafés e restaurantes, por exemplo. Portugal também funciona como um hub de serviços de apoio de empresas multinacionais, o que reforça a relevância desta seção.


Currículo: a porta de entrada para um emprego em Portugal


Ao longo deste artigo, exploramos as nuances da criação de um currículo otimizado para o mercado de trabalho português. Vimos que, apesar das semelhanças com o currículo brasileiro, como estrutura e extensão, existem diferenças importantes a serem consideradas, como a inclusão de foto, a adaptação da linguagem e a formatação específica.


Lembre-se: um currículo bem elaborado é a porta de entrada para o sucesso na sua busca por oportunidades em Portugal. Cuide da aparência do documento, demonstre cuidado com a língua portuguesa e destaque suas habilidades e experiências de forma estratégica.


Com essas dicas em mente, você estará pronto para conquistar o tão desejado emprego em terras portuguesas!

298 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page