top of page

Aplicativo do ConecteSUS deixa de apresentar vacinas; site está fora do ar

Informação URGENTE. Por volta das 02:00 da madrugada de hoje, Durante a madrugada, site do ConecteSUS e a página do Ministério da Saúde sofreram um ataque hacker. Grupo assumiu o ataque e disse que 50 TB de dados internos foram 'copiados e excluídos'. e ameaçaram bloquear permanentemente todo o conteúdo do portal. Pouco antes das 7h, a mensagem não era mais exibida nos sites, mas eles continuavam inacessíveis.

Ao que parece, os invasores utilizaram um ransomware, conhecido como um tipo de ataque que acessa dados de um determinado sistema e bloqueia tudo até que um valor seja pago aos sequestradores virtuais.

Sem acesso ao seu banco de informações, é impossível ter controle sobre quem se vacinou contra a COVID-19.

Já na madrugada, o Conect Sus, responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação COVID-19 ficou fora do ar e não está funcionando.


Grupo assume ataque


O Lapsus$ Group assumiu a autoria do ataque cibernético ao deixar a mensagem “nos contate caso queiram o retorno dos dados” nas páginas dos sites que saíram do ar.

Antes do fim da madrugada, a mensagem ficou intermitente até sumir dos dois portais. Os sites permaneceram fora do ar.


Anvisa já foi alvo de hackers

Em setembro, um dos sites da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também sofreu um ataque cibernético. Os hackers trocaram o conteúdo por uma bandeira da Argentina e uma mensagem.


O site alvo da ação é o dedicado ao preenchimento da Declaração de Saúde do Viajante (DSV), um documento obrigatório para todos os turistas vindos do exterior que desejam entrar no Brasil por via aérea.


O ataque ocorreu três dias depois da suspensão do jogo entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. A partida foi cancelada após a agência entrar em campo para retirar atletas argentinos que descumpriram a exigência de quarentena prévia para entrada no país.



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page