top of page

Itália precisa de 400 mil trabalhadores para salvar turismo do verão

Segundo o ministro do Turismo italiano, há um grande paradoxo, já que a demanda por mão de obra está crescendo, mas também há dificuldade em encontrar trabalhadores sazonais.


Segundo o ABC, Itália procura cerca de 400 mil trabalhadores para salvar o turismo no verão. Devido ao cenário preocupante, Massimo Garavaglia, ministro do Turismo, emitiu uma importante declaração: "Para salvar o turismo no verão, devemos aumentar o fluxo de trabalhadores estrangeiros".


O objetivo da Itália é, ainda este ano, restaurar os níveis de turismo aos níveis pré-pandemia de 2019. Entretanto, vários locais turísticos tiveram dificuldades para abrir devido à falta de funcionários nas últimas semanas. A pandemia fez com que muitos trabalhadores deixassem a indústria do turismo e procurassem empregos menos instáveis neste cenário.


Entre maio e julho, serão necessários pelo menos 387.720 trabalhadores no setor turístico, especialmente nos serviços de hotelaria e restauração, segundo a União Italiana das Câmaras de Comércio e a ANPAL (Agencia Nacional de Políticas Ativas de Trabalho no português).


Há um grande paradoxo, segundo o ministro do Turismo, já que a demanda por mão de obra está crescendo, mas também há dificuldade em encontrar trabalhadores sazonais. "Se há uma escassez de 300 mil a 350 mil trabalhadores, e há muitos desempregados, algo está errado. Há um conjunto de regras que precisa ser revisto", explicou Garavaglia ao jornal italiano La Repubblica.





Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page