top of page

Alemanha dará cerca de 270 euros aos consumidores para auxiliar no pagamento da conta de energia

O valor pago varia de acordo com o número de pessoas na casa. Indivíduos que moram sozinhos receberão 270 euros.


Nesta quarta-feira (1), a Alemanha implementou um programa que ajudará as famílias a pagar as contas de eletricidade, que aumentaram nos últimos meses. A medida afetará positivamente todo o país, e faz parte do "pacote de alívio" do governo alemão, com ajuda financeira que inicia em 230 euros.


Segundo comunicado, a expectativa é que 2,1 milhões de pessoas sejam beneficiadas. Os consumidores que já recebem auxílio-moradia, bem como estudantes e estagiários apoiados pelo programa estadual "BAföG" (um programa de ajuda financeira para estudantes do ensino médio e universitários) serão cobertos.


O valor pago varia de acordo com o número de pessoas na casa. Indivíduos que moram sozinhos receberão 270 euros, enquanto uma casa para duas pessoas receberá 350 euros. Cada membro a mais terá um valor adicional de 70 euros. Estudantes e estagiários receberão 230 euros.

O pagamento será feito em uma única parcela. Nenhuma data exata para o depósito foi anunciada, além de que seria "neste verão".


Em 1º de julho, outra medida do governo também entrará em vigor com o objetivo de reduzir ainda mais os custos de energia elétrica. O imposto sobre o preço da energia será reduzido para US$ 3,72 por kWh. Por exemplo, a conta de uma família de quatro pessoas será reduzida em 300 euros por ano em relação a 2021, informou o gabinete federal.


Os impostos de energia sobre os combustíveis também serão cortados entre junho e agosto deste ano. De acordo com o governo alemão, o valor será o mais baixo da Europa, com uma redução fiscal de 30 centavos de euro por litro para a gasolina e 12 centavos de euro por litro para o gasóleo, reduzindo assim o preço final para os consumidores.


E para incentivar a utilização dos transportes públicos, foi implementado, também nesta quarta-feira (1), um passe mensal no valor de 9 euros. A medida será válida até agosto deste ano.



Posts recentes

Ver tudo
bottom of page