top of page

Alemanha irá afrouxar restrições de entrada no país



A Alemanha decidiu flexibilizar as restrições de entrada no país. A partir de 1º de junho, os viajantes que chegarem em território alemão não precisarão mais provar que foram vacinados contra Covid-19, testaram negativo ou se recuperaram recentemente da doença.


A regra atual, em vigor até 31 de maio, exige que um desses documentos seja apresentado a todos os maiores de 12 anos que entrarem no país, independentemente do país de origem. Regras mais rígidas permanecerão em vigor para quem entrar na Alemanha a partir de áreas de variantes do coronavírus, no entanto, atualmente não há países na lista.


Karl Lauterbach, Ministro da Saúde alemão, disse que a política de flexibilização continuará, em princípio, até o final de agosto. Segundo ele, a decisão visa promover a mobilidade e a liberdade de movimento durante o verão europeu. Não está claro se as restrições serão reintroduzidas a partir de setembro.

O ministro ainda disse à imprensa que se as restrições voltarem a vigorar em setembro, a Alemanha aceitará todas as vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), não apenas as aprovadas pela União Europeia (UE), isso inclui a CoronaVac, utilizada no Brasil.


O número de casos confirmados de Covid-19 na Alemanha vem caindo constantemente nas últimas semanas e a maioria das restrições foi suspensa. Na última terça-feira, as autoridades relataram 64.000 novas infecções, uma queda de mais de 20.000 em relação à semana anterior.


O governo alemão também anunciou na semana passada, que planeja alocar outros 830 milhões de euros para comprar uma vacina para ajudar o país a lidar com uma série de possíveis variantes durante o outono.


31 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page