top of page

Curiosidades históricas sobre Roma

Atualizado: 24 de nov. de 2022



Você já ouviu a história da loba que criou os irmãos gêmeos que fundaram Roma? E as batalhas navais que aconteciam dentro do Coliseu? E você sabia que existem mais obeliscos egípcios em Roma do que no próprio Egito?


Roma é um paraíso cultural e histórico. Além de ser uma das cidades mais visitadas do mundo. E este artigo é pra você que curte história!! Vou te contar sobre várias curiosidades históricas de Roma, até mesmo aquelas mentirinhas que contam para os turistas visitarem a cidade.


1- A HISTÓRIA DA LOBA


Logo de início já te deixo duas curiosidades dentro de uma:

1º - A loba que criou os fundadores de Roma, pode ter sido uma Prostituta;

2º - A famosa estátua da loba foi feita bem depois do que todos diziam


Roma foi fundada em 753 aC pelos irmãos Rômulo e Remo. Diz a lenda que do lado de lá do rio Tibre a filha do rei ficou grávida e esse rei mandou assassinarem o bebê. Os gêmeos nasceram e sua mãe os colocou em uma cesta e empurrou pelo rio, na esperança que eles sobrevivessem. A cesta, após navegar um pouco, encalhou numa das margens.


Uma loba, que depois a chamaram de Luperca, se aproximou do rio para beber água, viu a cesta, e recolheu os irmãos. Conta a história que ela abrigou e até amamentou os gêmeos em uma caverna no Monte Palatino até os bebês crescerem. Já adultos, os gêmeos Rômulo e Remo fundaram a cidade de Roma.


A grande reviravolta nessa história toda é que Loba em latim se chama lupa e “lupa” também era utilizado na época, em sentido pejorativo, para chamar as prostitutas. Então há algumas versões que dizem que a loba que amamentou os irmãos foi uma mãe adotiva humana.


Já sobre a estátua da Loba Capitolina, a história é que eles mentiram pra gente. Pronto! Rsrsrs

Segundo a lenda, a estátua teria sido criada por volta do século V a.C., pouco depois da fundação de Roma. Mas, pesquisadores da Universidade de Salento, no sul da Itália, revelaram que a obra foi feita em torno do século 13 d.C. Essa estátua fica bem em cima da Colina onde os irmãos deram início à cidade.


2- COLISEU

Pexels


Muitas histórias rondam o Coliseu. Ele começou a ser Construído pelo imperador Flávio Vespasiano no ano 72 d.C. As obras levaram 8 anos para serem concluídas e, quando tudo ficou pronto, Roma já era governada por Tito, seu filho. Para homenagear seu pai, Tito batizou a construção de “Anfiteatro Flaviano”.


A festa de inauguração do Anfiteatro durou 100 dias. Festança regada a espetáculos e muitas mortes. Conta-se que só no dia da sua inauguração foram mortos cerca de 5.000 animais em combate.


Antes de ele existir, a região havia sido devastada pelo Grande Incêndio de Roma. Aquele que dizem que o culpado foi o imperador Nero.


Nero havia construído uma área de lazer pessoal no território, com um Palácio de Ouro, uma estátua gigantesca de si mesmo e um grande lago artificial. Nesse lago, inclusive, é onde consta que ocorreram as batalhas navais. Quando fomos lá, nossa guia explicou que o lago era drenado quando terminavam as competições.


Anos depois, já sobre comando do Imperador Vespasiano, com o objetivo de conquistar o apoio dos romanos com uma política de pão e circo, ele decidiu demolir o palácio de Nero e criar ali o maior anfiteatro da história!


Alguns historiadores especulam que o nome Coliseu só apareceria centenas de anos depois, talvez no século XI, e teria surgido inspirado no Colosso de Nero, a tal estátua que ele fez de bronze e que media 35 metros de altura. A estátua ficava ao lado do anfiteatro.


Durante a Idade Média, o mármore e o bronze de sua estrutura foram sendo saqueados e usados para ornamentar igrejas e monumentos católicos. Peças de mármore do anfiteatro foram usados até na construção da Basílica de São Pedro, no Vaticano.


O Papa Nicolau V chegou a ordenar a demolição do Coliseu para que tudo fosse usado na construção da nova Basílica. Quando o papa morreu, mais de 2.500 remessas de pedras e mármores já haviam sido transportadas para o Vaticano!


O Coliseu tem 48 metros de altura, o equivalente a um prédio de 12 a 15 andares. Para você ter uma ideia, um campo de futebol oficial mede 105m × 68m. Com forma oval, o Coliseu mede 189 metros no maior de seus eixos e 156 metros no menor. A sua arena possui 85 metros no eixo maior e 53 metros no menor.


E sabe quem foi o arquiteto que projetou o Coliseu? Não? Nem eu! Na verdade, ninguém sabe ao certo. Não existe registro sobre quem projetou o anfiteatro. Então tá tranquilo!


O subsolo do Coliseu só foi escavado há pouco mais de um século. Ele ficava abaixo da arena de lutas e tinha uma cobertura de madeira sobre a qual era despejada a areia. Nessa rede de corredores, salas, elevadores e jaulas ficavam os gladiadores e os animais antes de entrarem em cena.


Não existem provas conclusivas de que os assassinatos de cristãos de fato aconteceram no anfiteatro. Os historiadores divergem muito sobre esse tema até hoje! De fato, lá ocorreram mortes de muitas pessoas escravizadas de vários povos e religiões.


O que se afirma é que os cristãos foram perseguidos e mortos no Circo de Nero e Calígula. Mas, para você saber mais sobre isso, você pode assistir o nosso vídeo sobre as curiosidades do Vaticano!


Sobre a estrutura do Coliseu, no topo do Anfiteatro, ficavam presos 240 mastros que se estendiam em um enorme toldo retrátil, protegendo os espectadores do sol e da chuva.


Ele tinha capacidade de abrigar cerca de 55 mil pessoas que ficavam separadas de acordo com a posição social. Nas camadas mais baixas, bem de cara pro espetáculo, ficavam os políticos e ricos. Os imperadores possuíam um camarote especial. E quanto mais pobre, mais distante, no alto.


Os vomitórios eram as saídas para os corredores por onde as pessoas entravam e saiam, não misturando assim as classes sociais. E afirmam que com isso era possível evacuar o anfiteatro rapidamente.


3- CAPELAS SISTINAS


Você já ouviu falar da Capela Sistina do Vaticano, certo? Mas você sabia que existe outra Capela Sistina em Roma? Ela fica na basílica de Santa Maria Maggiore. e se no vaticano você precisa pagar para visitá-la, porque fica dentro dos museus, essa tem visitação gratuita das 7h da manhã ao meio-dia.


As capelas recebem esses nomes porque foram construídas sob ordem de dois papas; A Capela Sistina do Vaticano, pelo Papa Sisto IV e a capela Sistina da Basílica de Santa Maria Maggiore, pelo papa Sisto V.


4- PIRÂMIDE DE CÉSTIO

Shutterstock


Você sabia que existe uma pirâmide em Roma? Pouco falada como ponto turístico, a pirâmide de Cestio é do ano 18 a.C. e pode ser visitada em dias específicos!


Como a pirâmide foi incorporada nas muralhas que cercavam Roma, ela acabou se tornando uma das mais bem conservadas construções da Roma antiga! Ela mede 100 pés romanos (29,6 m) na base quadrada e 125 pés romanos (37 m) de altura.


A pirâmide foi construída devido à grande admiração que os romanos tinham com a arquitetura egípcia. Tanto que após dominarem e conquistarem o Egito, várias obras egípcias foram saqueadas e levadas para Roma.


5- FONTANA DI TREVI

Roma pra Você


É a Fonte mais famosa de Roma. Já foi cenário de filmes como "La Dolce Vita", e até de videoclipe do Bon Jovi.


Originalmente, era suficiente beber um gole de água da fonte se quisesse voltar a Roma. Mas foi um filme americano chamado Three Coins in the Fountain, de 1954, que acabou gerando a lenda de que quem vira as costas para a fonte e joga uma moeda na Fontana di Trevi retornará a Roma.


Existe até uma maneira certa de se jogar as moedas na fonte:

1 - pegue a moeda na mão direita, vire de costas para a fonte e jogue a moeda sobre o ombro esquerdo dentro dela, sem se virar. Se você acertar a água, diz a lenda que terá seu regresso a Roma garantido.

2 - Se você jogar duas moedas, vai se apaixonar por um italiano ou uma italiana.

3 - Se você jogar uma terceira moeda, você se casará com seu namorado ou namorada.

Cerca de 1 milhão e meio de euros por ano são arrecadados na fonte. aproximadamente 4 mil euros por dia em moedinhas.


E é tanto dinheiro na Fontana di Trevi, que a prefeitura resolveu tentar meter a mão na grana! Eles começaram uma disputa judicial para que o dinheiro fosse usado para manutenção e reforma de pontos turísticos em Roma. Mas perderam para a Igreja Católica, que segue usando o valor arrecadado para obras de caridade.


6- PANTHEON

Wikipedia


O Pantheon foi erguido como um templo em honra a todos os deuses – como o próprio nome diz, em Grego: Pan significa “todos” e Theion significa “deuses”. Ele foi construído por Marco Agripa em 25 a.C e a frase que está estampada no alto da sua entrada significa “Marco Agrippa, filho de Lucio, cônsul pela terceira vez, construiu”.


Mas esse Pantheon que a gente vê lá foi construído anos mais tarde. Isso porque o original foi incendiado em 80 d.C., e em 110 d.C., após reformarem ele foi completamente destruído por raios. Em 125 d.C., o Imperador Adriano o construiu novamente e é esse que nós vemos por lá, com o portão original da época.


A cúpula do panteão é uma estrutura de pedra que tem 43 metros de altura e a mesma dimensão de largura, descrevendo um círculo perfeito. Estas dimensões fazem muito mais sentido quando expressas nas unidades de medida da Roma Antiga: a cúpula tem 150 pés romanos.


No ápice da cúpula, observamos uma abertura conhecida como óculo, que permite a entrada de luminosidade no recinto. Ele possui 30 pés de diâmetro. O Panteão ainda detém o recorde de maior cúpula de concreto não reforçado do mundo. O mais incrível; não há uma coluna sequer o sustentando.


No interior, podemos ver nichos quadrangulares no teto. Dizem os estudiosos que a presença deles seria uma estratégia arquitetônica para diminuir o peso da cúpula e mantê-la sustentada.


E a cúpula não é toda feita do mesmo material. Na base, são materiais mais pesados, como o Mármore, e conforme vai ficando mais alta e encurvada, materiais mais leves, como pedra pome.


Todas as dezesseis colunas de granito que caracterizam o ingresso do Panteão foram trazidas do Egito. Cada uma mede 15 metros de altura.


E sabia que na missa de Pentecostes, chovem rosas vermelhas que caem do óculo dentro do monumento? Se você estiver em Roma no dia de Pentecostes (50 dias após a páscoa), vá ao Panteão e confira essa beleza de espetáculo.


OBELISCOS

Historia das Artes


Existem mais obeliscos egípcios em Roma do que em qualquer lugar do mundo – incluindo o próprio Egito.

Eu vou listar aqui pra você, os obeliscos que foram trazidos do Egito antigo para Roma:

O Obelisco mais alto de Roma é o Laterano, que possui 46 metros de altura. Atualmente ele está localizado em frente a Arquibasílica de São João de Latrão, basílica oficial do Papa. Mas a sua primeira localização em Roma era no Circo Máximo. Ele pesa aproximadamente 230 toneladas, foi roubado do templo de Ámon e levado para Roma no ano 357.

O Obelisco que hoje fica bem na área central da Praça São Pedro, foi levado à Roma no ano 37 e até o ano de 1586 ficava a 300 metros dali. Provavelmente esse obelisco foi visto por São Pedro momentos antes da sua crucificação de cabeça pra baixo, pois ele ficava no circo de Nero e Calígula, um local conhecido por ser usado na execução pública de cristãos na época! É o segundo maior obelisco de Roma, na verdade, esse fica no Vaticano, e mede 40 metros de altura!


O Obelisco Flamínio, assim como o Laterano, ficava no Circo Máximo. Atualmente ele está localizado na Piazza Del Popolo e possui 36 metros de altura! Foi o primeiro obelisco a chegar em Roma. Por volta do ano Dez a.C.


Obelisco do Pantheon ou Obelisco della rotonda é da época do faraó Ramessés II (1213 a.C.) e ficava no templo de Isis. Possui apenas 6 metros de altura. Sua base foi colocada em cima da fonte já existente, feita por Giacomo Della Porta e com a base e a cruz que colocaram sobre ele, o obelisco atinge a altura de 14 metros.


O Obelisco do Quirinale faz parte da Fontana dos Deuses Dióscuros e tem um comprimento de 15m. Apesar de não ter inscrições em hieroglifos, é um original egípcio de Assuan, transportado à Roma no século I d.C. feito em granito vermelho.


O Obelisco de Montecitorio. É datado do século VI a.C. Possui 22m de altura, e foi transportado à Roma no ano 10 a.C., junto com o obelisco Flamínio e colocado no Campo de Marte para ser usado como meridiana do famoso relógio de sol do imperador Augusto.


O Obelisco da Praça da Minerva, também conhecido como obelisco do elefante, era originalmente do templo de Isis, assim como o obelisco que fica em frente ao Panteão. Foi trazido no final do I século d.C. e fica em cima do elefantinho de Bernini de 1666.


Acredita-se que o Obelisco da Vila Celimontana também venha do templo de Isis, por ter as mesmas características dos obeliscos do Pantheon e da Praça Minerva. Ele é original da época de Ramsés II. Desse obelisco só sobraram 2,70 metros originais, os outros 10 metros foram adicionados para ser colocado na Vila Celimontana, pertinho do Coliseu.


E por último, o Obelisco di Dogali que está entre a estação Termini e as Termas de Diocleciano. Ele Possui 6 metros de altura.


E aí?! Gostou de conhecer um pouco mais sobre as curiosidades de Roma? Então compartilha esse artigo com um amigo(a) para ele(a) ficar fera em história romana também!! Até a próxima e tchau!




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page