top of page

O que fazer em Roma

Atualizado: 24 de nov. de 2022



Montar um roteiro de coisas para fazer em Roma não é uma tarefa fácil, afinal estamos falando de uma das cidades mais antigas do Ocidente, com mil anos de história e também um dos destinos mais visitados do mundo.


Com uma população de cerca de 4 milhões e mais de 8 milhões de visitantes por ano, Roma é um destino que encanta turistas de todo o mundo, pois abriga um verdadeiro patrimônio histórico, cultural e religioso.


A Cidade Eterna mistura os preciosos tesouros de uma arquitetura única com o charme de uma cidade cosmopolita. A capital da Itália, fundada em 753 aC, hoje conta com um bom sistema de transporte público, que, embora não seja o mais preciso, é bastante econômico.


E se você está planejando montar um roteiro de viagem para Roma, aqui vão alguns destinos que não podem faltar na sua visita:



Coliseu de Roma



O Coliseu é uma construção que impressiona, não só pela sua dimensão e enormes blocos de pedra, mas também pelo que se sabe sobre a sua construção desde a época do Império Romano, quando existiam tipos de elevadores e rampas que permitiam o acesso entre as partes inferior e superior da arena.


Também chamado de Anfiteatro Flaviano, é aberto ao público, que pode visitá-lo internamente de forma independente ou com guia. A antiga arena romana, onde os gladiadores lutavam, é um dos pontos turísticos imperdíveis da cidade e representa grande parte da história do país.


O local foi construído a partir de 72 dC. como uma arena em que pessoas de várias classes sociais podiam se entreter e se divertir, especialmente com lutas de gladiadores com animais selvagens. Estima-se que o público na arena chegue a 70.000 espectadores!


Panteão de Roma



O Panteão de Roma é conhecido como a "Esfinge do Campus de Martius e carrega o peso de ser um ícone arquitetônico e o legado mais bem preservado que sobrou de um império que governou a maior parte do mundo.


Este edifício misterioso e deslumbrante impressiona a humanidade há quase 2000 anos. O Panteão de Roma foi construído para substituir um panteão ainda mais antigo que sucumbiu ao tempo e acabou destruído por volta de 80 dC.


O templo atual foi inaugurado em 125 d.C. por ordem do imperador Adriano e é considerado revolucionário desde então: o primeiro templo romano que todos puderam visitar.



O Panteão foi criado para ser um local de culto aos deuses, o que não mudou muito, mesmo depois que o antigo politeísmo romano acabou. Por volta do século VI, o templo foi doado à Igreja Católica e convertido em igreja cristã. Desde então, vem recebendo os restos de grandes nomes da história.


A fachada clássica é composta por 16 colunas de granito com 14 metros de altura. Acima das colunas está a inscrição em latim “M.AGRIPPA.LFCOS.TERTIUM.FECIT” que quer dizer “Marcus Agrippa, filho de Lúcio, construiu este templo quando era um Cônsul”


Catacumbas



As catacumbas romanas são atrações turísticas populares cheias de simbolismo e mistérios que fizeram parte da história da humanidade e do cristianismo em Roma desde os tempos antigos.


Por muitos séculos, as catacumbas romanas foram usadas como local para sepultamento. Os corpos começaram a ser enterrados a partir do século I d.C. E há duas razões principais para as quais foram construídas; havia excesso de pessoas e falta de locais adequados para a construção de cemitérios.


As catacumbas de Roma, foram usadas para enterrar cidadãos pagãos, cristãos e judeus durante os séculos II a V. São uma das melhores atrações para os aficionados por história.


Ao todo são mais de 60 locais, mas apenas 5 estão abertos à visitação. São eles: Catacumbas de São Sebastião; São Calixto; Catacumbas de Priscila; Santa Inês e Catacumbas de Domitil.


Se você tem planos de viajar para Itália, aqui vai uma ótima dica: clicando no banner aqui embaixo você garante as melhores ofertas na compra do seu Seguro Viagem. Além de não pagar nada a mais por isso, você ajuda o nosso trabalho!!


Castelo de Sant’Angelo



O Castel Sant'Angelo, conhecido também como Mausoléu de Adriano, é uma fortaleza na margem direita do rio Tibre, perto do Vaticano.


O Castelo é um edifício com quase dois mil anos, durante o qual cumpriu várias funções, incluindo servir de abrigo para o Papa da Igreja Católica. No último andar se tem uma vista panorâmica de Roma.


Fontana di Trevi



A Fontana di Trevi é uma belíssima fonte situada em Roma. A lenda de sua descoberta é descrita no baixo-relevo localizado na parte superior da fachada da fonte: uma jovem mostra aos soldados de Agrippa, cansados ​​e com sede, uma fonte de água para beber.


Ao lado, outro baixo-relevo representa Agripa ordenando a construção da primeira fonte dessa água. O nome "Trevi" é derivado da palavra "trivio" que significa o cruzamento de três vias onde estava a fonte de água.


Foi o Papa Clemente XII, no século XVIII, quem decidiu construir uma fonte monumental onde surgiu a primeira fonte de "Água Virgem", em homenagem à menina que ajudou as tropas de Agripa.



No seu topo encontra-se um balaústre com quatro esculturas que representam as estações do ano. No centro, sob um grande arco, o deus Oceano é mostrado conduzindo uma carruagem em forma de concha puxada por dois cavalos-marinhos.


OS dois cavalos apresentam dois temperamentos diferentes: um é calmo e o outro “pula” inquieto. A intenção é mostrar o duplo aspecto do mar: ora calmo e seguro, ora agitado e perigoso.


O costume de muitos turistas é jogar uma moeda de costas para a fonte na esperança de que um dia retorne a Roma.


Praça de São Pedro



Mesmo que não seja religioso, quem viaja a Roma não pode perder a oportunidade de visitar a cidade do Vaticano. O local sagrado da religião católica está impregnado de história e cultura.


A Praça de São Pedro e a Basílica de São Pedro são atrações de Roma e também uma oportunidade única de ver o Papa de perto. Eventos importantes como a Udienza Generale e o Angelus são realizados na Praça de São Pedro, e contam com a participação de fiéis de todo o mundo.


Cada centímetro da praça reflete um pouco da história humana. A Praça de São Pedro foi projetada e construída por Gian Lorenzo Bernini a mando do Papa Alexandre XII, entre 1656 e 1667. No meio da praça está um obelisco egípcio, trazido para Roma em 37 dC. a pedido de Calígula.



Quatro leões de bronze foram então incorporados à relíquia em 1586. No século XVI, por ordem do Papa Sisto V, também foram acrescentados ao topo pedaços da cruz original de Jesus Cristo.


Um detalhe interessante: a vista aérea mostra que a Praça de São Pedro, na verdade, consiste em dois espaços distintos, piazza retta e piazza obliqua, tal como concebido por Bernini.


Também é importante ressaltar que o Vaticano tem códigos de vestimenta bem rígidos para visitar ou participar de eventos. Tenha cuidado para não usar shorts ou roupas que mostrem seus ombros e pernas.


Compartilhe fotos e vídeos nas redes sociais durante sua viagem. Clicando no banner abaixo você compra seu eSIM Holafly e fica totalmente conectado no exterior! Além de não pagar nada a mais por isso, você ajuda o nosso trabalho!


Fórum Romano



O Fórum Romano corresponde a área próxima à antiga arena do Coliseu, onde aconteciam as principais atividades da sociedade romana imperial e republicana.


Havia edifícios públicos e religiosos, como templos e praças, onde aconteciam discursos, processos e cerimônias públicas. Hoje a área está em ruínas, mas algumas construções estão bem preservadas e podem ser visitadas por dentro.


Entre as atrações do Fórum Romano estão o Templo de Saturno, a Basílica Emília, o Arco de Settimio Severo e a Via Sacra, a principal rua da época.


Palatino Romano



O Monte Palatino é uma das sete colinas que circundam Roma. Localizado próximo ao Fórum Romano, mas cerca de 40 metros acima dele e graças à sua altura oferece uma vista muito bonita do próprio Fórum Romano.


Acredita-se que a cidade de Roma tenha começado na antiga área do Palatino por volta de VIII aC. Ainda preserva os vestígios de edifícios e palácios antigos criados para a alta sociedade romana, enquanto oferece uma bela vista de todo o sítio arqueológico.


Bairro Trastevere



Trastevere é um dos bairros mais bonitos de Roma. Sua atmosfera boêmia e pacífica consegue conquistar os turistas e, ao mesmo tempo, atrair os cidadãos de Roma.


A vida no bairro se concentra principalmente em torno da Piazza di Maria in Trastevere, onde está localizada a antiga Basílica de Santa Maria in Trastevere.


Um passeio pelas suas estreitas ruas de pedra revela tesouros escondidos, como algumas modestas igrejas medievais, pequenas lojas com objetos singulares, ou ainda, algumas cenas da vida quotidiana que parecem vir de outros tempos.


Trastevere também é um dos melhores bairros gastronômicos de Roma e é muito agradável passear por suas ruas, especialmente a noite, por volta da hora do jantar.


Não importa o destino! Se você procura pelas melhores hospedagens com os menores preços, você só vai encontrar na Booking. Clica no banner abaixo para conferir!!


Me conta aqui embaixo! Já conhecia esses lugares? Quer mais dicas de lugares pra visitar em Roma? Vou deixar aqui um vídeo do canal onde a Ana fala um pouco mais sobre os pontos turísticos de lá:



Se for viajar para Portugal traga dinheiro na moeda local. Você pode abrir uma conta na Wise e já guardar o seu dinheiro em euro.


Ou se quiser aplicar o seu dinheiro em dólar, recomendo abrir a conta na Nomad. Com o meu cupom POSSOTEMOSTRAR você garante 10 dólares de volta! Saiba como, assistindo ao vídeo, é só clicar aqui.


Obrigada por chegar até aqui! Até a próxima!





11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page