top of page

Morar em Portugal: Faro



Devido à sua localização privilegiada em todos os sentidos, Faro provou ser um ótimo local paras se viver.


A cidade situa-se no Algarve e é, inclusive, a sua capital. A região é uma das mais importantes do país e se destaca por seus atrativos turísticos. Graças a suas belas paisagens e ao seu próprio perfil de cidade, que sustentam uma excelente qualidade de vida.


Praia, sol, vida descontraída e intenso convívio com a natureza. Faro é destino favorito de muitos turistas durante o verão europeu, mas é uma cidade que vai muito além de um local para férias!


Como muito brasileiros estão buscando Faro como nova moradia, neste ártico falaremos sobre algumas características desta cidade que precisam ser consideradas ao planejar uma mudança.



Faro é uma cidade portuguesa e capital da sub-região do Algarve, pertencente à região do mesmo nome e distrito de Faro, com 46.310 habitantes (2021).


É a sede do concelho de Faro, que tem 202,57 km² e 67.650 habitantes (2021), dividido em 4 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de São Brás de Alportel, a leste por Olhão, a oeste por Loulé e a sul pelo Oceano Atlântico.


Clima



Em Faro, o verão costuma ser curto, morno, árido e de céu quase sem nuvens. Já os invernos são longos, frios, com ventos fortes e parcialmente nublados. Durante o ano, a temperatura geralmente varia de 8°C a 29°C e raramente fica abaixo de 4°C ou acima de 33°C.


Temperaturas amenas e um clima agradável faz a diferença não só na qualidade de vida, mas até no próprio equilíbrio e disposição. Faro tem esta vantagem, o que a torna muito atrativa.


Se você tem planos de viajar para Portugal, aqui vai uma ótima dica: clicando no banner aqui embaixo você garante as melhores ofertas na compra do seu Seguro Viagem. Além de não pagar nada a mais por isso, você ajuda o nosso trabalho!!



Veja também:


História



As origens da cidade de Faro remontam ao século VIII aC, período da colonização fenícia do Mediterrâneo ocidental, durante o qual se consolidou um amplo sistema de comércio baseado na troca e compra e venda de produtos agrícolas, pescados e minerais.


De fato, os fenícios lhe deram o nome Ossónoba, que deriva da expressão "Osson ébá", que significa “armazém no sapal” ou "armazém no pântano".

Entre os séculos III e IV d.C., Ossónoba fez parte da província romana da Lusitânia, que ganhou grande importância a nível regional, como comprovam as escavações arqueológicas realizadas durante o século XX no Largo da Sé.

A prosperidade de Ossónoba baseava-se principalmente na produção de garum, uma pasta de peixe muito valorizada na época, que os produtores locais exportavam para várias cidades do Império Romano.



A importância das atividades marítimas no "Faro Romano" é perfeitamente demonstrada pelo magnífico mosaico do deus Oceano, que se encontra exposto no Museu Municipal de Faro.

Com o colapso do Império Romano no século V, Ossónoba passou a fazer parte do Reino Visigótico na Península Ibérica. A cidade plenamente cristianizada foi rebatizada de Santa Maria de Ossónoba e manteve uma posição de destaque no contexto regional por ser sede do bispado.

Em 1249, a cidade foi conquistada aos mouros pelas tropas de D. Afonso III, mas grande parte da comunidade muçulmana continuou a residir em Faro, tendo recebido foral de D. Afonso III em 1269, garantindo a liberdade de culto e o direito para preservar a propriedade pagando um imposto especial.


Durante este período a cidade passa a chamar-se Santa Maria de Faaron, topônimo utilizado até o século XVIII, quando evoluiu para Farom, Farão e Faro.


A política expansionista da dinastia de Avis e a aposta no descobrimento marítimo tornaram o Algarve numa zona estratégica e abriram um período de prosperidade para Faro graças a um porto seguro que permitiu o comércio de sal e produtos agrícolas, sobretudo frutas secas que abastecia as caravelas portuguesas.


A comunidade judaica, composta principalmente por mercadores e artesãos, também contribuíram muito para o desenvolvimento da cidade. Em 1499, D. Manuel I patrocinou o desenvolvimento e expansão urbana da cidade com a criação de uma alfândega, um talho (mercado de carnes) e um hospital em Vila-A-Dentro.


Em 1540, D. João III fez de Faro uma cidade, e em 1577 tornou-se sede do Bispado do Algarve (em substituição de Silves), dando-lhe o estatuto definitivo de capital da região.

Os séculos XIX e XX foram de muita prosperidade e desenvolvimento em Faro. Em 1930, por exemplo, foi inaugurado o Aliança Café, espaço onde durante vários anos os grandes produtores e industriais algarvios determinaram o valor econômico de produtos como a cortiça, amêndoa, alfarroba e figos.


A inauguração do aeroporto internacional em 1965 abriu uma nova era na economia da região e em 1974 reforçou a capital de Faro, que beneficiou imensamente com a criação da Universidade do Algarve em 1979 e a construção do Distrito Hospital, instituições que contribuíram em grande medida para o desenvolvimento desta antiga cidade.


Emprego



Em termos de emprego, a grande maioria das vagas está ligada ao setor do turismo, embora as universidades, comercio e restaurantes também sejam empregadores significativos. A pesca também pode ser muito lucrativa para quem quer morar lá.


Em uma busca realizada no site Indeed.com, encontramos 928 vagas de trabalho, apenas no distrito, sem considerar as vagas de localidades próximas.


Compartilhe fotos e vídeos nas redes sociais durante sua viagem. Clicando no banner abaixo você compra seu eSIM Holafly e fica totalmente conectado no exterior! Além de não pagar nada a mais por isso, você ajuda o nosso trabalho!


Moradia



Tendo Lisboa, Porto ou outra grande cidade como referência, Faro é uma cidade onde o custo de vida é mais baixo. No entanto, apesar de tudo, Faro está longe de ser uma das cidades mais acessíveis do país, principalmente porque atrai visitantes de todo o mundo.


O preço do aluguel pode variar muito, vai depender da sua demanda, pois o valor imobiliário é muito inflacionado pela intensa demanda de turistas ou mesmo de quem vem do exterior em busca de um lugar para morar.


Em uma busca rápida realizada no site Idealista, encontramos 662 opções para arrendamento no distrito de Faro, onde o T1 mais barato é um imóvel de 60 m² no valor de 400 euros por mês.


Infraestrutura



Viver em Faro também significa gastar pouco em entretenimento e cuidados de saúde. Por cerca de 10 euros por mês, você pode obter um seguro de saúde e ter acesso a bons médicos para tratar de uma vasta gama de problemas de saúde.


De acordo com o Portugal City Brand Ranking, Faro foi classificada como a melhor cidade do Algarve para negócios em 2019 e também uma das cidades portuguesas mais ricas. Em 2021, Faro estava na lista das 25 melhores cidades paras se viver em Portugal.


Em termos de infraestruturas, Faro é uma cidade muito bem servida com uma boa universidade, um aeroporto internacional e mais de 20 hospitais. Também em termos de qualidade de vida, reina a paz.



Por ser uma cidade pequena, convida ao relaxamento e tranquilidade, sempre com uma bela paisagem e proximidade com a natureza.


A presença da Universidade do Algarve, a mais importante instituição de ensino superior do sul do país, também aumenta o nível de ensino da região.


Em termos de transporte, é possível usar a rede de transporte urbano que transita por toda a cidade. Faro também possui um comércio variado com muitos supermercados e diversas lojas para todos os tipos de produtos e gostos.


Encontre as melhores ofertas de arrendamento em diversos lugares da Europa! SEM FIADOR E SEM BUROCRACIAS! É só clicar no banner abaixo para conferir todas as opções de imóveis e acomodações!!



Me conta aqui embaixo! Já conhecia esses lugares? Quer mais dicas de lugares pra morar em Portugal?


Se for viajar para Portugal traga dinheiro na moeda local. Você pode abrir uma conta na Wise e já guardar o seu dinheiro em euro.


Ou se quiser aplicar o seu dinheiro em dólar, recomendo abrir a conta na Nomad. Com o meu cupom POSSOTEMOSTRAR você garante 10 dólares de volta! Saiba como, assistindo ao vídeo, é só clicar aqui.


Obrigada por chegar até aqui! Até a próxima!





105 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page