top of page

Portugal: O que fazer em Moura



Moura é uma cidade localizada no extremo leste do Alentejo, na margem esquerda do rio Guadiana, e delimitada a leste pela Espanha. O nome Moura se deve à lenda de Moura Salúquia, uma princesa moura que se suicidou ao saber da morte do seu amado quando a cidade foi conquistada pelos cristãos.


Moura é uma cidade com séculos de história. Capturada pelos mouros em 1166, foi perdida e recapturada várias vezes até ser totalmente conquistada em 1295.


Uma cidade que possui muitas fontes e vários jardins, além de ser conhecida por seus banhos termais e pela água de Castelo, sem dúvidas, renderá ótimos passeios. Pensando nisso! Aqui vão algumas dicas de passeios em Moura.


Castelo de Moura



O Castelo de Moura é um castelo situado num dos pontos mais altos de Moura. É uma construção medieval, mas influenciada por outros estilos, onde é possível ver as famosas ruínas do Convento Dominicano e a Igreja de Nossa Senhora da Assunção.


Construído em 1562, o castelo é um ótimo local para ver de perto um registro histórico, apreciar a vista panorâmica e apreciar a paisagem alentejana.


Bica de Santa Comba



A Bica de Santa Comba, é uma das diversas fontes de Moura. Possui uma estátua de Santa Comba que foi morta em Córdoba, sua terra natal, martirizada no ano de 853, durante uma peregrinação aos cristãos no reinado do Califa Mahomet.


Esta fonte foi reconstruída em 1891, em cima de outra, cuja presença parece remontar ao século XVI. A água que abastece este poço é proveniente de um dos três poços localizados na área do forte, que possuem reconhecidas propriedades minerais.


A Bica de Santa Comba tem a data de 1891, no entanto, existem documentos que já se referem a esta fonte em 1555.


Igreja de São João Baptista



Localizada no centro de Moura, a Igreja de São João Batista é um monumento de visita obrigatória para quem vai à cidade. Sua construção foi iniciada na primeira metade do século XVI, por ordem de D. Manuel I, no mesmo local onde existia uma capela em honra de São João Baptista.


Destaca-se o estilo manuelino no portal da entrada principal e no púlpito no interior. Vale destacar que a Igreja foi fortemente danificada em um terremoto em 1755 e as últimas obras no templo foram feitas em 1940.


Se você tem planos de viajar para Portugal, aqui vai uma ótima dica: clicando no banner aqui embaixo você garante as melhores ofertas na compra do seu Seguro Viagem. Além de não pagar nada a mais por isso, você ajuda o meu trabalho!!


Torre do Relógio



A Torre do relógio, em Moura, é um dos locais bem legais de se visitar. A torre está bem conservada e ainda guarda um certo charme medieval. Vale a pena dar uma passadinha para vê-la.


Poço Árabe



O Poço Árabe, que remonta ao século XVI. XIV, representa a presença de muçulmanos em Moura que durante o reinado de D. Dinis, teve a sua importância firmada na existência do bairro Mouraria e dos documentos régios que lhe foram destinados.


Localizado no centro do distrito da Mouraria, o poço representa os vestígios árabes, juntamente com outras cerâmicas e velas. Além disso, encontra-se também a mão de Fátima (um amuleto de osso), uma arqueta islâmica e várias epígrafes. Esses símbolos são representados pelo Núcleo Árabe.


Igreja e Convento Nossa Senhora do Carmo



No interior deste belíssimo monumento, destaca-se o estilo renascentista em suas capelas laterais. Na primeira à direita, dedicada a Santa Ana, há um pórtico renascentista e na quarta, do mesmo lado, uma abóbada de nervuras cruzadas decorada com um belo padrão de azulejos policromados.


Do lado esquerdo, a primeira capela dedicada a S. Martinho tem o teto coberto de azulejos amarelos e azuis. A varanda de mármore renascentista é rodeada pelo brasão do Arcebispo de Braga, D. Baltasar Limpo, bispo nascido em Moura, responsável por mandar construí-la.


No fundo da igreja existem várias lápides, uma das quais mostra a curiosa inscrição: "Aqui jaz João de Abril, que morreu por se rir".


Compartilhe fotos e vídeos nas redes sociais durante sua viagem. Clicando no banner abaixo você compra seu chip de viagem e fica totalmente conectado! Além de não pagar nada a mais por isso, você ajuda o meu trabalho. Muito obrigada!


Barragem do Alqueva



A Barragem do Alqueva é um dos projetos de engenharia mais complexos em Portugal e demorou vários anos a para se concretizar.


Esta é a maior barragem portuguesa e foi construída com dois objetivos principais: aumentar a produção de eletricidade em Portugal e irrigar as regiões áridas do Alentejo. Mas por ser um ambiente tão belo, acabou se tornando também um ponto turístico e popular.


Fonte de Três Bicas



A Fonte das Três Bicas é uma obra barroca em mármore, coroada com as armas de D. João V. Nele ergue-se o alpendre do antigo palácio, atual Biblioteca Municipal, voltado para a Igreja de São João Baptista.


Está localizado na entrada do Jardim Dr. Santiago, e é composto por três bicas, o que lhe proporciona uma planta triangular, com uma parte ao centro e duas laterais.


Jardim das Oliveiras, dos Mal Encarados e da Porta Nova



Jardim Dr. Santiago é um lugar atraente e agradável para caminhar, localizado no extremo leste da Praça Sacadura Cabral, em Moura.


Este jardim tem uma belíssima vista, quiosque de música, árvores e flores sempre bem cuidadas. Em sua entrada encontra-se uma estância termal e o monumento Fonte das Três Bicas, ricamente decorado com mármore.


Não importa o destino! Se você procura pelas melhores hospedagens com os menores preços, você só vai encontrar na Booking. Clica no banner abaixo para conferir!!


Me conta aqui embaixo! Já conhecia esses lugares? Quer mais dicas de lugares pra visitar na região?


Se for viajar para Portugal traga dinheiro na moeda local. Você pode abrir uma conta na Wise e já guardar o seu dinheiro em euro. Ou se quiser aplicar o seu dinheiro em dólar, recomendo abrir a conta na Nomad. Com o meu cupom POSSOTEMOSTRAR você garante 10 dólares de volta!


Saiba como, assistindo a este vídeo:




60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page