top of page

Temperaturas em Portugal podem chegar aos 45 graus. Esta é a maior onda de calor das últimas décadas


WINDY.COM


o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê dias extremamente quentes no território português, a partir desta terça-feira (12). André Fernandez, comandante Nacional de Emergência e Proteção Civil, comenta que a situação é “Algo nunca visto”.


Os três incêndios que destruíram partes da floresta portuguesa nos últimos dias concentram-se nas regiões de Leiria e Santarém (centro) e Bragança (norte). Todos foram controlados, mas a Defesa Civil ainda teme que o fogo seja reativado. “É preciso não baixar a guarda”, adverte o comandante.


As temperaturas permanecerão altas, aproximando-se de 40 graus em grande parte do país. O IPMA não descartou a possibilidade de atingir a temperatura mais elevada já registada. Em algumas regiões o aumento de temperatura será de mais de 10 graus; no Porto, por exemplo, a temperatura máxima passará de 22 °C para 36 °C.


O Vale do Tejo e o interior do Alentejo serão os mais quentes, podendo atingir temperaturas superiores a 40 graus, o que significa que alguns locais poderão atingir máximos históricos, uma vez que Portugal nunca registou temperaturas superiores a 47,3 °C.


Leia mais:



De acordo com Patrícia Gomes, meteorologista do IPMA, quase todo o território do continente vai estar com valores de temperatura máxima superiores a 40 °C, o que, por si só, é uma situação que não é muito normal, além de ser grave em todos os aspetos.


O IPMA vai ativar um alerta vermelho – o mais alto da escala – em oito regiões do país. De acordo com a previsão do instituto, quinta-feira deve ser o dia mais quente da semana. O distrito de Évora poderá bater 46 °C, Santarém 45 °C, Castel Blanco 44 °C, Portalegre, Villarreal, Braga e Beja 43 °C, e previsão de 40 °C em Lisboa.


Se a temperatura no distrito de Santarém ultrapassar os 48,8 °C nos próximos dias, poderá bater um novo recorde europeu, registrado na ilha italiana da Sicília em 2021.


Distritos em Alerta Vermelho


Em dias de temperaturas elevadas, a Direção-Geral da Saúde recomenda a adoção de medidas de proteção adicionais, como:


  • Procurar ambientes frescos e arejados;

  • Beber mais água ou sumos de fruta natural sem açúcar;

  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

  • Evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11:00 e as 17:00. Utilizar protetor solar com fator igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas e após os banhos na praia ou piscina;

  • Utilizar roupa larga, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu e óculos de sol com proteção ultravioleta;

  • Evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente desportivas e de lazer no exterior;

  • Escolher as horas de menor calor para viajar de carro. Não ficar dentro de viaturas estacionadas ao sol;

  • Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor: crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior, praticantes de atividade física e pessoas isoladas;

  • Os doentes crónicos ou sujeitos a medicação e/ou dietas específicas devem seguir as recomendações do médico assistente ou do centro de contacto SNS 24: 808 24 24 24;

  • As crianças com menos de 6 meses não devem estar sujeitas a exposição solar, direta ou indireta;

  • Contactar e acompanhar os idosos e outras pessoas que vivam isoladas.



197 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page